Por Gabriel Chalita

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,/ a que se deu o nome de ano,/ foi um indivíduo genial./ Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão./ Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos./ Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente”. O poema “O Tempo”, de Carlos Drummond de Andrade, é perfeito para ilustrar um dia como o de hoje.

Por Gabriel Chalita

“Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no País a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública.” A frase contundente do mestre Anísio Teixeira nos tem servido de norte para uma rede estadual de ensino de excelência. Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo lança o Programa Escola da Juventude, para ensino de jovens e adultos.

Por Gabriel Chalita

O século 21 traz em seu cerne uma dinâmica própria que reflete os avanços acelerados da ciência, da tecnologia e dos processos de comunicação. Nunca antes o homem conquistou novos saberes de maneira tão rápida e precisa. É certo que a Era da Informação e do Conhecimento traz inúmeras vantagens, mas também é sabido que ocasiona contratempos e obstáculos que exigem das pessoas novas posturas e ações.

Publicidade